O ciclista David Maia aprovou a iniciativa

O primeiro mobiliário foi instalado no bicicletário Arariboia

Os ciclistas de Niterói passam a contar com uma novidade para deixar a bicicleta com a manutenção em dia. O programa Niterói de Bicicleta, em parceria com a Secretaria de Conservação e Serviços Públicos, iniciou a instalação de totens de pequenos reparos em diversos pontos da cidade. O mobiliário conta com ferramentas para que os ciclistas realizem manutenções rápidas. O primeiro foi instalado no bicicletário Arariboia, no Centro.

O totem ficará em período de teste por cerca de um mês e depois será colocado nos seguintes pontos: Praia de Icaraí (ao lado da base integrada da PM e Guarda Municipal); Skate Park de São Francisco; CCO do túnel Charitas-Cafubá; Horto de Itaipu; Trevo de Maria Paula; Praça Engenheiro Dr. Ivan da SIlva Lima, no Badu; Horto do Barreto; Horto do Fonseca e no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) de Jurujuba. 

“A instalação destes totens é mais uma iniciativa da Prefeitura para facilitar a vida dos ciclistas da cidade. Com esse equipamento, eles poderão realizar pequenos reparos em suas bicicletas nos trajetos diários ou de fim de semana”, contou a coordenadora do programa Niterói de Bicicleta, Isabela Ledo.

No mobiliário, os ciclistas encontrarão ferramentas como chave de boca (inglesa) ajustável, extrator/instalador de profissional de pino de corrente, uma chave de raios universal, um jogo de espátulas para pneu, uma bomba de encher acionada por pedal com mangueira flexível e manômetro, uma chave de fenda cruzada e uma chave de fenda simples. 

“O ciclista vai poder colocar a bicicleta no suporte e realizar pequenas manutenções, como encher pneu, ajustar o banco, rodas e o guidão. As ferramentas ficarão presas em cabos de aço e poderão ser retiradas do suporte para utilização, sendo colocadas de volta ao fim do reparo”, explicou a secretária de Conservação e Serviços Públicos, Dayse Monassa. 

Morador do Barreto, David Barros Maia, que há cerca de um ano adotou a bicicleta como meio de transporte diário, foi um dos primeiros a utilizar o totem de reparo e aprovou a iniciativa.

“Há pouco tempo, tive um problema com a minha bicicleta e precisei ir empurrando até em casa para poder consertar. Com a instalação dos totens, vou poder me deslocar até o mais próximo e fazer o reparo”, contou David.