Estrutura complementa ações que já vem sendo desenvolvidas pela Defesa Civil para combate e prevenção de focos de incêndio

Está ativa, por tempo indeterminado, a Sala de Situação Contra Queimadas, da Secretaria Municipal de Defesa Civil de Niterói. Acionada nesta quinta-feira (21), a estrutura faz parte de uma iniciativa pioneira que vai integrar a ação de agências com foco na intensificação do aspecto preventivo e de combate aos focos de incêndios em vegetação. A previsão é de que, até o início da semana que vem, o município permaneça com condições meteorológicas que resultam em Alto Risco para a propagação de incêndios florestais e de vegetação urbana.

Fazem parte do plano emergencial contra queimadas representantes do Corpo de Bombeiros, da Defesa Civil Estadual, da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, da Guarda Ambiental, do Parque Estadual da Serra da Tiririca, de Voluntários do Nudec Queimadas e da Liga de Amadores Brasileiros de Rádio Emissão. A estrutura complementa ações que já vem sendo desenvolvidas pela Defesa Civil municipal para monitoramento, prevenção e apoio às equipes de combate aos focos de incêndio, como a realização de rondas preventivas em áreas vulneráveis previamente mapeadas e acompanhamento constante das condições meteorológicas e consequente avaliação do nível de risco para a ocorrência de incêndio em vegetação.

A Sala de Situação Contra Queimadas será o centro de inteligência das ações de combate aos focos de incêndio, e permanece ativada enquanto permanecerem as atuais condições meteorológicas. O local onde estão reunidos os órgãos fica na sala de comando na Secretaria de Defesa Civil, onde serão consolidadas estatísticas, planos de prevenção e estratégias conjuntas para maior eficácia no combate às chamas.

Assim como diversas regiões do território nacional, o município de Niterói está enfrentando uma condição meteorológica de baixa umidade relativa do ar e temperaturas relativamente altas, o que propicia condições favoráveis à propagação das queimadas. O subsecretário de Defesa Civil, Tenente-Coronel Walace Medeiros, pontuou que foi traçada para os próximos dias uma estratégia de comunicação para combate aos focos de incêndio na cidade.

“Já tínhamos um plano montado, pronto para ser acionado a qualquer momento. Com a previsão passada pela equipe do Centro de Monitoramento e Operações, chamamos os órgãos. Vamos reduzir o tempo-resposta nas ocorrências, e, com isso, vamos diminuir a extensão de vegetação danificada”, explicou.

De acordo com a equipe de meteorologia municipal, a cidade que já vem de um longo período sem chover, permanece, pelos próximos dias, sem previsão de chuva. O coordenador da Região Metropolitana da Defesa Civil estadual, Major Glauco Santos, ressaltou a importância da manutenção do contato entre as instituições de prevenção e combate aos focos de incêndio durante esse período.

“Essa interação é necessária nesse tipo de situação para que vários órgãos de resposta a essas ocorrências estejam conectados. É uma questão que atinge diversos âmbitos”, ressaltou.

Em 2014, a Prefeitura de Niterói, através da Secretaria Municipal de Defesa Civil, criou o programa Niterói Contra Queimadas. Tal programa prevê o Mapeamento das áreas vulneráveis, o monitoramento meteorológico voltado para esta ameaça, bem como prevê, a partir de um Plano de Contingências, a ação integrada entre a Defesa Civil Municipal, a Guarda Ambiental, o Corpo de Bombeiros e o INEA, através da administração do Parque Estadual da Serra da Tiririca.

O Programa Niterói Contra Queimadas também prevê parceria com o Corpo de Bombeiros Militares na realização de treinamento de guardas ambientais para o combate às queimadas. Além disso, conta com voluntários capacitados (NUDEC Queimadas) que participaram de cursos voltados para a conscientização, formas de prevenção, monitoramento de balões e apoio às equipes de combate nas grandes ocorrências de queimadas.