Serão 10 vagas para o cargo de auditor de controle interno e 20 para o de gestor de planejamento e políticas públicas

A Prefeitura de Niterói anunciou a criação da Controladoria Geral do Município e a realização de concurso público para auditor de controle interno e gestor de planejamento e políticas públicas. As iniciativas fazem parte do Programa Niterói Resiliente, anunciado em novembro do ano passado. No início de 2017, esses projetos de lei foram enviados para a Câmara de Vereadores e aprovados no meio deste ano. A expectativa é de que o edital para o processo seletivo seja lançado em fevereiro de 2018, as provas sejam realizadas em abril e a contratação no primeiro semestre do próximo ano. O salário inicial será de R$ 5,5 mil podendo chegar a R$ 10 mil com a progressão da carreira.

“Essa é uma medida estruturada desde o ano passado, que se soma ao esforço de modernização e transparência da administração de Niterói, e que irá melhorar e aperfeiçoar os sistemas relacionados ao controle do gasto público e a legalidade dos atos da administração de Niterói. O objetivo é modernizar a administração de Niterói, avançar na questão relacionada à transparência na administração pública, induzir o desenvolvimento local e, ao mesmo tempo, ter uma resiliência maior diante da crise com ajustes nas contas. E, por último, a profissionalização da administração pública”, afirmou o prefeito Rodrigo Neves.

A secretaria municipal de Planejamento, Modernização da Gestão, Orçamento e Controle, Giovana Victer, enfatiza que a instalação da Controladoria representa um processo de amadurecimento completo da administração de Niterói.

“Consolida uma gestão profissional, que cada vez mais trabalha pelo uso correto, adequado e conforme dos recursos públicos e, também, com a eficiência e qualidade das decisões e despesas públicas. Demonstra preocupação e constante atenção deste governo, desta gestão ao uso do recurso público, ao zelo na gestão e a consolidação do espírito que é republicano, democrático, moderno e contemporâneo também, um modelo para as demais administrações municipais do Brasil”, disse.

Concurso – Com a criação da Controladoria, será realizado concurso público para as funções de auditor de controle interno e gestor de planejamento e políticas públicas. Serão 10 vagas para o cargo de auditor e 20 vagas para o de gestor. O salário inicial é de R$ 5,5 mil, podendo chegar a R$ 10 mil. A previsão é de que o edital seja lançado em fevereiro de 2018. As inscrições devem acontecer entre 5 de fevereiro e 5 de março, e provas realizadas em abril. A posse dos aprovados deve acontecer em julho de 2018.

Inicialmente, poderão concorrer às vagas profissionais com nível superior e haverá pontuação de títulos e exigência de experiência profissional. Para o cargo de gestor, poderão concorrer profissionais da área de planejamento, de TI e da área de gestão de projetos. Já para auditor, podem concorrer economistas, contadores, administradores e advogados.

O procurador geral do município, Carlos Raposo, reforça a importância da implantação da Controladoria.

“É fundamental a implantação da Controladoria Geral do Município, que vem somar à Procuradoria no controle da legalidade dos atos públicos”, afirma.

Formada em Ciências Econômicas, especialista em controladoria e finanças, auditora de controle externo do Tribunal de Contas do município do Rio, cedida à Prefeitura de Niterói, onde atua desde o início da gestão como subsecretária de Controle, Cristiane Mara Rodrigues Marcelino, ficará responsável pela Controladoria e por organizar o concurso, também reforça a importância desta iniciativa no município de Niterói.

“É importante acrescentar que a gente já pratica atos de gestão quanto à legalidade, economicidade, moralidade. O trabalho já vem sendo desenvolvido desde 2013, como muito empenho e profissionalismo de toda a equipe, e a criação da Controladoria é um grande passo para tudo que já foi feito até agora com o objetivo de melhorar cada vez mais esse controle. A gente vem fortalecendo esse sistema de controle interno. A Controladoria em si, ela não se basta, é importante que a gente tenha um sistema fortalecido. E pretendemos fortalecer ainda mais com a Controladoria”, finaliza.