Oficina de cosmético natural com Carol Cronemberger

Evento pretende inspirar no público o desejo de fazer produtos sem precisar recorrer à compra ou a contratação de serviços

 O Centro Cultural do Oi Futuro vai sediar nos dias 2 e 3 de dezembro o Fabrik+, para mostrar que qualquer pessoa pode construir, consertar, modificar e fabricar os mais diversos objetos com suas próprias mãos. Realizado pela Semente Produções, a ideia é exercitar a criatividade e a habilidade, reunindo em um só lugar instituições, empresas e ONGs que vivem a cultura do “faça você mesmo”. Em sua primeira edição, o evento, que conta a parceria do Oi Futuro, terá palestras, oficinas e exposição com vários tipos de fazedores de diversas áreas do universo “maker”. Eles estarão debatendo as facetas deste movimento e ensinando como fazer os mais variados bens para o próprio consumo, como roupas, bijuterias, cosméticos naturais, instrumentos musicais, e até montar uma horta caseira.

Essa abordagem de solucionar problemas de maneira criativa está relacionada ao movimento “maker”, conhecido como “faça você mesmo 2.0”.

“Esse movimento vem mudando a forma como criamos e nos relacionamos com os objetos”, disse Carla Sobrosa, sócia da Semente Produções, idealizadora e curadora do Fabrik+.

“Queremos mostrar que é possível consumir menos, ao dar novo uso ao que seria descartado, trazer a importância de se conectar com a natureza, conhecendo ingredientes e propriedades para plantar, produzir ou reproduzir produtos com menos aditivos e produtos químicos e de forma sustentável”, comentou Carla.

Haverá palestras com fazedores como os designers Fernanda Nicolini, criadora da marca Odyssee, que transforma resíduos eletrônicos em jóias, e Davi Resende, especialista em transformar sucata em arte, já tendo exposto seus trabalhos na Semana Design Rio. O Fabrik+ também promoverá um bate-papo com Carol Cronemberger sobre como fazer cosméticos naturais e sustentáveis, além de palestras com criadores de fablabs (espécies de oficinas hightech abertas ao público em geral) e profissionais de educação que debaterão o papel da escola como estimuladora do “fazer”.

Serão realizadas oficinas para adultos e crianças de criação de bijuterias pelo ‘upcycling’ de resíduos eletrônicos, fabricação de cosméticos naturais de forma sustentável, confecção de roupas novas com peças usadas, construção de instrumentos musicais, montagem de horta caseira e soluções criativas através da robótica.

“Queremos instigar pessoas a criar e melhorar objetos ou tecnologias já existentes, e possibilitar aos participantes a satisfação de criar um objeto feito com suas próprias mãos”, destacou Carla.

Todas as atividades serão gratuitas e as inscrições serão feitas previamente no site www.sympla.com.br.

Segundo a idealizadora do evento, cada vez mais pessoas descobrem que ter um consumo sustentável pode passar por conhecer todos os processos de fabricação de um determinado produto, e assim partem para a internet em busca de dicas de aulas. Já existem milhares de vídeos no youtube dando dicas de “faça você mesmo” nas áreas de decoração, moda, jardinagem, geração de energia, produtos de belezas e vários outros temas.

“Ao trazer ideias e práticas que podem ser executadas pelo público, o evento abre um mundo de possibilidades que muitos desconhecem, e pretende mostrar que é divertido descobrir como fazer em casa vários produtos da indústria”, ressaltou Carla.

Saiba mais em www.fabrikmais.com.br