A Secretaria Municipal de Cultura/FAN, por meio da Rede Cultura Viva Niterói, em encontro realizado nesta semana no Macquinho, no Morro do Palácio, apresentou oficialmente os cinco pontos e o Pontão de Cultura que foram selecionados para receber recursos a fim de desenvolver as suas atividades ao longo do ano de 2018.

O secretário municipal de Cultura, Marcos Gomes, deu boas vindas aos presentes e destacou a lisura e transparência do processo para a seleção de cada um dos pontos.

“O Edital contou com uma banca totalmente independente, que levou em conta o mérito, o trabalho, a relação com a arte e a comunidade de cada um dos selecionados”, afirmou.

De acordo com o secretário, o Cultura Viva terá um trabalho contínuo, fazendo parte de uma política de governo e de cidade. Gomes ressaltou ainda a importância do diálogo entre o poder executivo e os fazedores de cultura do município, fortalecendo cada vez mais o setor, em Niterói.

Os pontos escolhidos são: Memória e Fotografia Pública: preservação e disponibilização do acervo histórico da Sociedade Fluminense de Fotografia; Din.Down.Down – Gingas Acessíveis; Olodu’mirim; Ponto Vivo; e Ponto de Cultura Tradicional do Quilombo do Grotão (foto). E a MostrARTE Niterói é o Pontão de Cultura.

Cada um receberá o apoio de R$ 60 mil e o Pontão de Cultura receberá o aporte de R$ 150 mil, a serem investidos em 2018. A utilização dos recursos potencializará as ações dos projetos selecionados, contribuindo para a sua sustentabilidade, crescimento e visibilidade.

Durante o encontro, cada um dos pontos vencedores do Edital apresentou o seu grupo cultural e sua proposta de trabalho que será realizada com o recurso do convênio.