O prefeito Rodrigo Neves assinou, nesta terça-feira (27), o decreto que regulamenta a lei nº 3288, que reconhece e valoriza a fabricação de cerveja artesanal no município. Em 2017, a lei já fora sancionada e a regulamentação será publicada em Diário Oficial. A expectativa é de que, através do Niterói Cervejeiro, a Prefeitura promova a geração de emprego e renda no município.

De acordo com Neves, o objetivo é que o Niterói Cervejeiro se torne um dos melhores programas de incentivo ao setor do Estado do Rio de Janeiro.

“A cidade tem muitos empreendedores competentes, visionários, e a Prefeitura vem para somar. Vamos investir para fortalecer os eventos do setor. A regulamentação, criando um selo e o licenciamento ambiental, é um incentivo ao produtor”, defendeu.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Luiz Paulino Moreira Leite, apontou que a iniciativa quer dar a chance ao produtor artesanal de estabelecer e expandir seu negócio, respeitando a regulamentação municipal.

“A lei dos cervejeiros era um sonho para quem produzia em Niterói, mas não tinha como se instalar, nem contava com esse conjunto de práticas socioambientais e sanitárias. É mais uma vocação da cidade, um segmento que já existia e agora passa a contar com nosso apoio massivo”, disse.

Para o presidente da Associação de Cervejarias de Niterói (NitCerva), Guilherme Rebelo, a tendência é que o produtor niteroiense passe a ter mais facilidade para desenvolver seu trabalho.

“Empreender no Brasil é muito difícil. Iniciativas como essa fortalecem o mercado e estimulam o nosso crescimento. Precisamos de eventos, precisamos de oportunidades para movimentar a cidade. Temos a faca e o queijo na mão para elaborarmos um calendário muito bacana nos próximos anos”, contou.