O prefeito Rodrigo Neves participou, nesta quinta-feira (05), em São Paulo, de um seminário para debater políticas públicas que promovam o desenvolvimento sustentável das cidades. O chefe do Executivo de Niterói, que foi convidado pela Fundação Getúlio Vargas e pelo Banco Latino Americano de Desenvolvimento, traçou um panorama de seus primeiros cinco anos à frente da Prefeitura, durante a apresentação do Relatório de Economia e Desenvolvimento 2017.

“Herdamos um quadro muito difícil em função da tragédia das chuvas e da desorganização das contas públicas, com dívidas altas e de curto prazo. Precisamos adotar medidas de austeridade, modernização da gestão para superarmos essa primeira etapa e, a partir daí, implementarmos os projetos para a nossa Cidade”, explicou.

Em seguida, o prefeito destacou os investimentos sociais, em mobilidade urbana, na modernização da gestão, educação e outras áreas consideradas fundamentais para o crescimento do Município com a consequente redução das desigualdades.

“Realizamos um amplo processo de modernização da gestão, reconhecido por órgãos independentes, investimos em obras de contenção de encostas e estruturamos a Defesa Civil municipal, criamos o maior programa de habitação da história da cidade, medidas estas que possibilitam o aproveitamento de oportunidades”, disse.

Neves ressaltou, ainda, a construção da TransOceânica, maior obra de mobilidade de Niterói e a recuperação de espaços públicos e aumento da proteção às áreas verdes de Niterói.

Durante o seminário, o Prefeito lembrou, ainda, a necessidade de ação conjunta entre municípios, em busca de políticas públicas que beneficiem diretamente diversas cidades, e usou como exemplo o Consórcio dos Municípios do Leste Fluminense (Conleste), que preside desde 2017:

“propus ao diretor representante da CAF no Brasil, Jaime Holguín, uma parceria que poderá se tornar o primeiro caso concreto de colaboração entre um grupo organizado de cidades e a instituição”, destacou.